Clareamento dental: tudo o que você precisa saber

16 de agosto de 2018

Um guia prático e rápido sobre o procedimento

Quem nunca sonhou em ter um sorriso perfeito? Além de alinhados e simétricos, muitos procuram maneiras de deixar os dentes mais claros e branquinhos. Escovação adequada, fio dental e enxaguantes bucais podem ajudar na limpeza, mas nem sempre são eficazes para questões voltadas à estética. Por isso, muitos recorrem aos tratamentos de clareamento dental.

Diferente do que pensam, dentes amarelados nem sempre estão relacionados à falta de higiene. Na verdade, os dentes escurecem com o tempo porque o esmalte se desgasta. Quando isso acontece, a dentina, um tecido que fica embaixo do esmalte e tem a função de determinar a coloração dos dentes, fica mais grossa e mais visível, tornando os dentes amarelados.

O consumo excessivo de alimentos com grandes quantidades de corantes, tanto natural quanto artificial, como café, açaí, chocolate ou refrigerantes também podem contribuir para o escurecimento dental. Além disso, alguns medicamentos, o uso do tabaco, condições genéticas e, claro, má higiene são fatores que prejudicam a coloração dos dentes.

A melhor forma para deixar os dentes claros outra vez e tirar o aspecto amarelado é fazer clareamento dental. Esse tipo de tratamento é feito com o uso de produtos químicos, por isso é necessário ter a orientação de um profissional para proteger o esmalte dos dentes de possíveis danos.

E vale saber que existem dois tipos de clareamento dental, clareamento caseiro e clareamento de consultório.

Clareamento caseiro

Os produtos de mercado prometem, mas nem sempre são a melhor opção. Na verdade, os clareamentos caseiros não são as receitas mágicas da internet ou as pastas de dentes que dizem clarear. O tratamento adequado tem a orientação de um dentista que monta um molde exclusivo para o cliente e fornece um gel com base de peróxido de carbamida. O profissional faz o monitoramento e a manutenção semanalmente. O paciente deve utilizar os produtos também durante o sono e o resultado é percebido em três ou quatro semanas.

Clareamento de consultório

Nesta técnica, o profissional faz uma limpeza na superfície dos dentes e isola a gengiva para que não haja irritação. Depois, ele aplica o peróxido de hidrogênio, produto que é três vezes mais potente que o peróxido de carbamida, e aguarda o tempo de ação necessária. O procedimento pode ser feito com ou sem a ativação de luz ou laser. As sessões duram em torno de uma hora e o resultado já aparece na segunda consulta.

Cuidados

Para manter o clareamento é preciso tomar alguns cuidados. É fundamental ter uma boa higiene oral, utilizar o fio dental todos os dias e escovar os dentes após as refeições, além de consultar o dentista para fazer limpeza, sempre que necessário. É também essencial evitar alimentos e bebidas com quantidade grande de corantes. Alguns especialistas recomendam que o paciente beba de canudo para que o contato com os dentes seja menor.

o clareamento também pode deixar os dentes mais sensíveis temporariamente. Essa sensibilidade é transitória e desaparece com o término do clareamento.

Contraindicação

O procedimento pode ser feito apenas em quem tem todos os dentes permanentes e, de forma geral, a boca saudável. Crianças não devem fazer o procedimento pois ele pode afetar o nervo do dente e causar danos.

É necessário tratar cáries e doença periodontal ativa, gengivas e ossos antes de pensar em clareamento dental.

Nos planos ARM Odonto, os tratamentos de clareamento dental são cobertos e feitos por especialistas! Converse conosco e saiba mais.